quinta-feira, 25 de abril de 2013

Depoimento de Garibaldi da Silveira

Para deixar claro inicialmente, o gênero do livro é fantasia, mas não espere por batalhas épicas e guerras sangrentas, pois o foco é demonstrar o amor. Mas também não podemos confundir com um romance e esperar um casal apaixonado onde somente o amor superficial entre os dois existe no mundo, pois o livro faz menção tanto ao amor entre um homem e uma mulher como entre filhos e próximos. O Diário de Litat ensina uma verdadeira e importante lição que muitas vezes é esquecida nos dias de hoje, e que me fez parar para pensar um pouco nisso. Mas vamos à resenha. O livro conta a estória de Bnus e Qeb, jovens de cerca de 19 anos que moram na mesma aldeia e desde jovens prometeram casar, ter filhos e viver juntos para sempre. Bnus somente tinha olhos para Qeb e seu amor era reciproco, nada poderia estragar o futuro dos dois jovens. Mas eles viviam em um mundo governado por deuses, além do deus supremo também existiam dois deuses menores, o deus Rum, considerado o deus do bem, e Irdasofeu, o deus do mal. De tempos em tempos, cada deus menor escolhia um representante na terra, conforme suas ações esse irá ganhar imortalidade e os poderes de seu deus mentor. O deus Rum acaba escolhendo Qeb para esse cargo, separando-a de seu verdadeiro amor Bnus e o deixando totalmente desolado. Bnus totalmente dominado pela angústia, vê sua única alternativa para viver do lado de Qeb sendo tornar-se o representante do deus Irdasofeu, então após invadir uma ceita onde o representante seria escolhido, e matar o futuro escolhido, Bnus torna-se o representante do deus do mal, perdendo totalmente seu juízo e transformando se em "Nusva". Após Nusva cometer grandes atrocidades, como invadir um bordel e matar os homens presentes e abusar das mulheres, e também tentar tirar a vida dos próprios pais, é chegada a hora do deus Rum interferir, então cabe a sua representante Qeb lutar contra seu amor Bnus, agora transformado em Nusva, para tentar livrar o mundo da maldade. Mas isso é somente a ponta do Iceberg, pois a estória de Bnus e Qeb e de seus descendentes passa através de séculos. Como eu havia dito antes, não tente ler O Diário de Litat como um romance ou uma fantasia qualquer, pois desse modo o livro não irá se fazer bom. Desde o início da leitura já sabia o que esperar nesse sentido, então procurei lê-lo dando realmente atenção na lição que ele ensina, e não nas batalhas e afins. Mas levando para o lado descrito da estória, acredito que o autor detalhou muito pouco tanto de seus personagens como do ambiente criado, em todo caso isso não é totalmente ruim, pois detesto livros com muita descrição, e muitas vezes o jeito que o personagem é imaginado pouco importa para a estória, e também muitas vezes, pessoalmente, não existe descrição no mundo que me faça mudar a imagem de um personagem imaginado. Outra coisa que me incomodou um pouco foi o fato das coisas acontecerem muito rápido, pois como já foi dito antes, a estória atravessa séculos. Algumas vezes precisei voltar a leitura um pouco para confirmar o que havia acontecido. Bom pessoal, o que tenho a dizer é que o livro é muito bom, a lição que ele deixa após a leitura é bastante transformadora e acredito que pode mudar a vida de muita gente. Mas reforço, não busque batalhas épicas e romances superficiais, pois para isso existem outros títulos, como Fios de Prata e Fallen. Por hoje é só, e até a próxima. Boa leitura a todos!! http://labirintoimaginario.blogspot.com.br/2013/04/resenha-039-o-diario-de-litat.html

2 comentários:

Camilla Victória disse...

Oi, tudo bem ?
Primeiramente, gostaria de parabenizá-lo pelo sucesso de seu livro.
Desejo que Deus abençoe teus projetos cada vez mais, e que você possa ter muito sucesso.
Gostaria de saber se está interessada em fazer uma parceria comigo.


Blog:lendoeaprendendoblog.blogspot.com.br

Yasmin disse...

Oi, Tudo bem?
Nossa, seu livro tá fazendo sucesso, hein? Meus Parabéns!
Gostaria de saber como entrar em contato contigo, pra tratar sobre parcerias!
Um grande Beijo!
E muito sucesso!
Yasmin *--*
deitadosnagrama.blogspot.com.br